Memórias do VII Café com Prosa 2019

Tema: Histórias e causos da Serra do Lenheiro

Zé Mineiro faz apresentação musical com toda sua irreverência – Foto: Thaís Andressa / Divulgação

O Instituto Histórico e Geográfico de São João del-Rei (IHG-SJDR) realizou em 26 de setembro a sétima edição, em 2019, do evento denominado “Café com Prosa: Roda de Conversa”. Dedicado ao tema “Histórias e causos da Serra do Lenheiro” foi coordenado por esta Presidência e realizado na sede do Instituto Histórico e Geográfico na Rua Santa Tereza, número 127, Centro, São João del-Rei (MG). Estiveram presentes o presidente Paulo Roberto de Sousa Lima, a vice-Presidente Maria Lucia Monteiro Guimarães, que coordenou, os confrades José Alberto Ferreira, Luiz Miranda e Sherman Ribeiro e esposa, além de inúmeros convidados como o vereador professor Leonardo, Marcela Paiva e seu grupo de crianças do projeto Anjo Luz, Ana Paula Ganem, tenente-coronel de Exercito Leonardo, equipe técnica de apoio composta pela jornalista Carla Gomes, o design gráfico Flávio Lobosque e a fotógrafa Thaís Andressa. O evento também contou com a presença dos parceiros do Grupo Lendas São-joanenses e do duo de violino e violoncelo, Aílton Rocha e Lúcio Barreto.

Antes do início do evento foi organizada a mostra dos bordados, do programa “Educação Patrimonial” do IHG, feitos especialmente para esse momento. O trabalho das bordadeiras foi destaque e as pessoas se encantaram com a delicadeza e riqueza de detalhes desse trabalho artesanal, incluindo um mapa bordado da própria Serra do Lenheiro, como cartografado pelo confrade fundador e ex-presidente do IHG Geraldo Guimarães. A realização desse Café contou também com a presença de representantes da área ambiental, como a Presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente, Lucília Resgalla; o representante da Brigada 1, Geraldo Roberto Ferreira, o Betinho; um representante da associação Sentinelas da Serra do Lenheiro, Edmilson Sales; vários promotores de Ecoturismo e o cidadão Zé Mineiro. Todos com muitas histórias sobre a Serra do Lenheiro.

O presidente do Instituto Paulo Roberto de Sousa Lima abriu o evento solicitando os presentes que compartilhassem de um momento de silêncio em respeito e homenagem ao fundador do IHG de São João, Prof. Thiago Adão Lara, falecido naquele dia e que seria enterrado em Juiz de Fora (MG) no dia 27 de setembro. A vice-presidente Lucinha Guimarães deu continuidade ao evento, destacando a importância das parcerias, pontuando o nome dos convidados e solicitando ao presidente a leitura das duas estrofes do poema de autoria do confrade Antonio Gaio Sobrinho sobre a Serra do Lenheiro.

Logo após a leitura, o Presidente solicitou ao confrade e Guia Turístico Luiz Miranda que desse uma visão geral sobre a riqueza mineral e a importância da mineração que movimentou muito a região por séculos e lembrou aos presentes a riqueza das pinturas rupestres encontradas no local. Em seguida o grupo Lendas São-joanenses interpretou a lenda da Mãe do Ouro, conhecida e temida pelas pessoas que garimpam e conhecem a Serra. Tal interpretação foi um grande ganho para o Instituto Histórico por ser a primeira vez que se faz um registro escrito e visual em forma de roteiro teatral dessa lenda. A interpretação ainda contou com a presença do “comandante Carlota” que fez uma introdução sobre as lendas que são contadas sobre a Serra do Lenheiro.

Logo após a apresentação teatral, foram projetadas fotos do acervo de Ana Paula Ganem, empreendedora de Ecoturismo, que falou sobre o trabalho que desenvolve de preservação e dos grupos que se uniram para fazer um trabalho de conscientização das pessoas para a preservação da Serra. Inclusive, Ana Paula pontuou um trabalho que desenvolve com as crianças para caminhadas na Serra. Lucília Resgalla destacou a importância desse encontro já que estavam presentes, além dela, outros dois componentes Edmilson e Betinho que compõem o Conselho Municipal de Meio Ambiente que visa a preservação da Serra do Lenheiro.

Vários dos presentes demonstraram os variados tipos e graus de depredação do local devido, entre outras intervenções, à dilapidação da flora, ao lixo ali depositado e em especial às trilhas feitas por motoqueiros, o que tem provocado a depredação dos muros de pedra e um aumento das voçorocas da Serra do Lenheiro. Eles também destacaram que Instituições, como os militares do 11º Batalhão de Montanha e da Polícia Militar, se esforçam para estimular uma maior consciência sobre a preservação do local e agora esse tipo de trilha já não ocorre mais com tanta frequência como antes. Os convidados também destacaram que a Prefeitura tem o prazo até o fim do ano para regularizar o parque da Serra, o que será um ganho muito grande para a sua preservação.

O presidente do IHG pontuou o interesse do Instituto para apoiar nessas iniciativas de preservação e colocou a Casa mais Antiga à disposição para encontros e reuniões que possam contribuir para um melhor entendimento e encaminhamento dessas questões sobre a Serra. Após debates, foi servido um café mineiro aos participantes. Os convidados do sétimo Café com Prosa se despediram com a certeza de que a riqueza cultural e histórica de nossa São João del-Rei ainda tem muito acervo a ser protegido e divulgado.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *