Severiano Nunes Cardoso de Resende

Severiano Nunes Cardoso de Resende
Severiano Nunes Cardoso de Resende – Foto: Divulgação

Nascido em São João del-Rei, em 08/11/1847, faleceu em 13/05/1920. Estudou no Caraça e em Mariana. Voltou a São João e fundou o “Arauto de Minas”, que durou 12 anos, até 1888, ligado ao Partido Conservador. Lecionou Português no “Externato” e na “Escola Normal”. Como político foi Deputado Provincial na 24ª Legislatura, de 1882 a 1883. De novo em São João, continuou lecionando Português. Outra vez Deputado Provincial na 26ª Legislatura, de 1886 a 1887, presidi a Assembleia. Foi advogado provisionado nas Comarcas vizinhas, sendo Vereador pelo Partido Republicano Mineiro (PRM). Foi indicado para Deputado com 443 votos, contra 75 do adversário. Presidiu o Conselho Municipal em 1895. Presidiu a Comissão para a escolha da Nova Capital e outra para erigir o Cristo Redentor, em 1905. Já mais velho, foi contratado como escriturário da Estrada de Ferro Oeste de Minas, em 1911, até falecer em 1920. Escreveu em 1880, o drama “A Virgem mártir de Santarém” e em 1906 a revista musicada “Princesa de Minas”, com Ribeiro Bastos, exibida em Juiz de Fora e Ouro Preto. Outros dramas foram “As irmãs gêmeas” e “Santo Antônio das Águas”. Em sua homenagem a antiga Praça Tamandaré foi nomeada Praça Severiano de Resende. No IHG-SJDR é patrono perpétuo da Cadeira 17 que tem como titular o autor deste verbete.

(Preparado por Evandro de Almeida Coelho)

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *